Objetivo: Diminuir o ciúme obsessivo do seu par.

Você precisará de:
- Um cravo seco;
- Um pêlo pubiano do(a) parceiro(a);
- Uma pitada de bicarbonato;
- Dois litros d'água;
- Um ramo de alecrim;
- Uma vela vermelha;

Primeiramente, coloque a água para ferver. Quando atingir o ponto de ebulição, acrescente o cravo, o bicarbonato e o pêlo. Deixe ferver por dez minutos, com a panela destampada. Passado este tempo, desligue e coloque o ramo de alecrim. Deixe amornar ou esfriar, como preferir.

Tome um banho com essa água, mas enquanto faz isso é imprescindível que mantenha a vela vermelha acesa no banheiro.



Outra opção

Este ritual é da mesma origem da anterior e nesta variação serve para atacar o ciúme diretamente onde é gerado, cortando o mal pela raiz. Indicada para amenizar e normalizar os sentimentos de um ciumento (a).

Quando a pessoa ciumenta também se dispõe a participar do banho, isso é muito bom, porque demonstra boa vontade em controlar seu desequilíbrio. Caso ela não tenha essa consciência, você pode induzi-la ao banho e não precisa contar para que ele serve, somente em último caso.

Você precisará de:

- Dois cravos secos;
- Um pêlo pubiano da mulher;
- Um pêlo pubiano do homem;
- Uma pedra de sal marinho;
- Quatro litros d'água;
- Dois ramos de alecrim;
- Duas velas vermelhas;

Primeiramente, coloque a água para ferver e quando isso acontecer, acrescente os cravos, o sal e os pêlos. Deixe ferver por dez minutos em fogo baixo e panela tampada. Passado esse tempo, desligue e coloque o ramo de alecrim. Abafe e deixe amornar ou esfriar, como preferir.

O casal deve banhar-se com essa água, na mesma banheira ou bacia, tomando um banho de imersão que pode durar quanto tempo desejarem. Caso não seja um banho de imersão, faça o seguinte: após um banho normal, o casal deve estar abraçado, e a água deve ser despejada sobre seus corpos.

Antes de iniciar o banho, não se esqueça de acender as duas velas vermelhas.

publicado por adm às 20:59